Texto Maior
Texto Maior
Texto Maior
Texto Menor
Texto Menor
Texto Normal
Texto Normal
Contraste
Contraste
Libras
Libras
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Acesso à informação
Acesso à informação
Libras
Mapa do Site

Soledade, sábado, 04 de fevereiro de 2023 Telefone 0800 649 6549 | (54) 3381-9000

Atendimento Atendimento: Seg à sex - 8:00 às 11:30 e 13:00 às 17:30.

Sext
03/02
Parcialmente Nublado
Máx 28 °C
Min 19 °C
Índice UV
13.0
Sáb
04/02
Parcialmente Nublado
Máx 28 °C
Min 18 °C
Índice UV
13.0
Domi
05/02
Parcialmente Nublado
Máx 27 °C
Min 16 °C
Índice UV
13.0
Segu
06/02
Parcialmente Nublado
Máx 28 °C
Min 15 °C
Índice UV
13.0

Obras - Quinta-feira, 23 de Janeiro de 2020

Buscar Notícia

Notícias por Categoria

SOLEDADE PEDE APOIO PARA MINIMIZAR OS PREJUÍZOS DA ESTIAGEM

SOLEDADE PEDE APOIO PARA MINIMIZAR OS PREJUÍZOS DA ESTIAGEM


SOLEDADE PEDE APOIO PARA MINIMIZAR OS PREJUÍZOS DA ESTIAGEM

Muitos municípios do Rio Grande do Sul estão sofrendo com a estiagem prolongada. A irregularidade da chuva que caiu nas últimas semanas elevou, mais uma vez, o número de cidades em situação de emergência no Rio Grande do Sul. Para tratar deste assunto, na manhã desta quarta-feira, 22/01, a prefeita em exercício, Marilda Borges Corbelini, recebeu em seu gabinete, o diretor da Assessoria de Assuntos Municipais da Casa Civil do Governo do Estado, Edivilson Brum, o gerente regional da Corsan de Barros Cassal, Wagner Silveira, e a coordenadora da Defesa Civil Municipal, Aline Maciel, onde foram expostos os impasses que o Município vem sofrendo devido à estiagem. A coordenadora municipal da Defesa Civil, Aline Maciel, relatou ao representante do governo sobre os problemas ocasionados devido à estiagem. “A estiagem atingiu a área rural e urbana do município; a falta de chuva resultou em cortes no fornecimento de água devido a problemas em poços artesianos, trazendo prejuízos irreversíveis para a agricultura, principalmente, nas produções de milho, soja, feijão, pastagens e fruticultura”, comentou Aline. A prefeita municipal em exercício, Marilda, falou das medidas tomadas pela Administração Municipal para tentar amenizar os prejuízos. “Estamos prestando assistência às comunidades afetadas, colocamos todos os recursos materiais e humanos a disposição de forma a amenizar os prejuízos, porém é fundamental a ajuda do Governo do Estado nesse momento difícil, para que possamos dar mais agilidade no restabelecimento das atividades e reconstrução do cenário”, afirmou Marilda. “É muito importante o Estado estar a par deste momento difícil que muitos municípios estão passando, como a questão da estiagem e a gravidade da falta de abastecimento de água em algumas localidades; nós enquanto governo, temos o compromisso de levar o nosso apoio, reconhecimento e nos colocarmos a disposição do Município de Soledade devido ao decreto de situação de emergência”, falou Edivilson. Segundo ele, alguns laudos já foram feitos pela Secretaria da Agricultura, EMATER/RS-Ascar e a CORSAN. “Temos o interesse de fazer uma grande pressão institucional junto ao governo estadual e federal, pois isso abre a possibilidade de uma renegociação das dívidas de investimentos dos agricultores”, argumentou o diretor. “É um trabalho que os deputados federais estão fazendo, visto que já conseguimos apoio do presidente parlamentar da agricultura, Alceu Moreira e o deputado federal Márcio Biolchi, que se mostraram parceiros e colocaram-se a disposição para ajudar a população de Soledade e de outros municípios que enfrentam esse problema da estiagem”, concluiu.

FacebookTwitterWhatsAppImprimir

41 Visualizações

Voltar para a listagem de notícias

Covid-19

CALENDÁRIO DE EVENTOS

ACOMPANHE-NOS

UNIDADES FISCAIS

Fique por dentro dos índices - ver todas

Nenhuma unidade fiscal cadastrada no momento!

Versão do sistema: 2.0.0 - 03/02/2023

Portal atualizado em: 03/02/2023 15:12:40

Prefeitura Municipal de Soledade - RS.
Usamos cookies para melhorar a sua navegação. Ao continuar você concorda com nossa Política de Cookies e Políticas de Privacidade.